quarta-feira, 31 de julho de 2013

DOENÇAS E DOENTES


Desde que o mundo é mundo, a Humanidade tem lutado contra as enfermidades mais variadas.
Quando consegue controlar uma delas, outras surgem, mais cruéis e ameaçadoras.
Tem-se lutado com ardor para extirpar as doenças da face da Terra.
Mas por que não se consegue, já que a ciência moderna tem recursos fantásticos?
A resposta é simples: tem-se buscado curar os efeitos e não as causas.
Ou seja, temos envidado esforços para curar os corpos, esquecidos de que o enfermo é o Espírito imortal e não o corpo que perece.
O corpo é como um mata-borrão, que absorve e exterioriza as chagas que trazemos na alma.
A mente elabora os conflitos, os ressentimentos, os ódios que desatrelam as células dos seus automatismos, degenerando-as e possibilitando a origem de tumores de vários tipos, especialmente cancerígenos, em razão da carga mortífera de energia que as agride.
A sede de vingança volta-se contra o organismo físico e mental daquele que a acalenta, facilitando a instalação de úlceras cruéis e distonias emocionais perniciosas que empurram o ser para estados desoladores.
As angústias cultivadas podem ocasionar as crises nervosas, as enxaquecas, entre outros males.
A inveja, a cólera, a competição malsã provocam indigestões, hepatites, diabetes, artrite, hipertensão, entre outros distúrbios.
O desamor pessoal, o complexo de inferioridade, as mágoas, a autopiedade, favorecem os cânceres de mama, na mulher, e de próstata, no homem, além das disfunções cardíacas, dos infartos brutais e outras doenças.
A impetuosidade, a violência, as queixas sistemáticas,os desejos insaciáveis dão ocasião aos derrames cerebrais, aos estados neuróticos, psicoses de perseguição, etc.
Como podemos perceber, a ação do pensamento sobre o corpo é poderosa.
O pensamento salutar e edificante flui pela corrente sanguínea como tônus revigorante das células, passando por todas elas e mantendo-as em harmonia.
O contrário ocorre com o pensamento desequilibrado.
O homem é o que acalenta em seu íntimo. O que surge no corpo é a exteriorização dos males que cultiva na alma.
Não é outro o motivo pelo qual Jesus alertava àqueles a quem curava dizendo: Vá, e não tornes a pecar para que mal maior não te aconteça.
O que quer dizer que a saúde está condicionada ao modo de vida de cada criatura.
E que não há doenças, mas doentes, que, em maior ou menor intensidade, somos todos nós.

Jesus, que foi o exemplo máximo do Amor, jamais adoeceu, porque era são em Espírito, o que proporcionava saúde ao corpo.
Desta forma, se quisermos a saúde efetiva, enquanto buscamos a cura do corpo, tratemos também o verdadeiro enfermo, que é o Espírito.
 
Redação do Momento Espírita
Livro: Autodescobrimento – uma busca interior
Pelo:  Espírito Joanna de Ângelis
Psicografia de: Divaldo Pereira Franco
 

 

terça-feira, 30 de julho de 2013

RECADO DE BEZERRA DE MENEZES

Foto

segunda-feira, 29 de julho de 2013

CHICO XAVIER FALOU DA VIOLÊNCIA


 
Chico, como é que você vê a onda de violência que aumenta a cada dia?
 
Chico Xavier responde: A violência é qual se fosse a nossa agressividade exagerada trazida ao nosso consciente, quando estamos em carência de amor. Ela lava, por isso, o desamor coletivo da atualidade.
Se doarmos mais um tanto, se repartirmos um tanto mais, se houver um entendimento maior, estaremos contribuindo para a diminuição desta onda crescente de agressividade.
À medida que a riqueza material aumenta, o conforto e a aquisição de bens também cresce, com isso retornaremos à autodefesa exagerada, isolando-nos das criaturas humanas. A vacina é o amor de uns pelos outros, programa que Jesus nos deixou há dois mil anos.
 

Numa entrevista coletiva perante as câmeras da Rede Globo, comandada por Augusto César Vanucci, em julho de 1980.
(Consta do livro “Lições de Sabedoria – Chico Xavier)
 
 
 
 

quinta-feira, 25 de julho de 2013

CHICO XAVIER FALA DA SUA MISSÃO

Foto: CHICO XAVIER FALA DA SUA MISSÃO

Chico Xavier, suas palavras de solidariedade sempre giram em torno da missão que cada ser humano tem. Qual é a sua missão?

Chico Xavier responde: Um capim tem uma missão, alimentar o boi. Minha missão é como a do capim ou de qualquer outra plantinha sem nome que exista por aí. Precisamos viver honradamente e fazer tudo o que pudermos para ajudar o próximo a superar suas dificuldades.

(publicado na revista Contigo/Superstar, São Paulo, SP, n. 443, 19/3/1984, transcrita no ANUÁRIO ESPÍRITA 1985)
 
Chico Xavier, suas palavras de solidariedade sempre giram em torno da missão que cada ser humano tem. Qual é a sua missão?
 
Chico Xavier responde: Um capim tem uma missão, alimentar o boi. Minha missão é como a do capim ou de qualquer outra plantinha sem nome que exista por aí. Precisamos viver honradamente e fazer tudo o que pudermos para ajudar o próximo a superar suas dificuldades.
 
 
(publicado na revista Contigo/Superstar, São Paulo, SP, n. 443, 19/3/1984, transcrita no ANUÁRIO ESPÍRITA 1985)




 

sábado, 20 de julho de 2013

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

 
A Jornada Mundial da Juventude (católica), que acontecerá no Rio de Janeiro, deverá reunir 4 milhões de jovens de todo o mundo durante uma semana. Os jovens querem pedir respeito à vida.
Nós espíritas ficamos felizes ao ver os jovens reunidos por uma causa tão nobre e necessária. Mas, que não seja apenas um "oba oba" de jovens, apenas um evento para contar aos amigos e parentes, um momento de idolatria ao Papa ou para tirar fotos para postar no facebook. A igreja católica não precisa de um Papa com atitude diferente, precisa de um Papa diferenciado, que se preocupe com a evangelização de seu rebanho. As religiões cristãs em geral precisam, urgente, informar os jovens católicos, protestantes, espíritas que, o respeito à “VIDA”, vai além de uma passeata ou reunião.
·         O aborto, sexo desregrado, por exemplo, são desrespeito à vida de quem está para nascer e ao próprio corpo físico.
·         O violento não respeita a vida alheia porque, geralmente, motivado por sentimentos contrários aos ensinados pelo Cristo se vingam, revidam agressões, etc.
·         Os usuários de drogas não respeitam a sua vida porque lesam sua saúde e a do próximo, pois ficam violentos na abstinência. E quando não tem dinheiro para sustentar o vício, rouba, mata, assalta e estimula o tráfico que mata de maneira direta e indireta causando transtorno à sociedade e família.
·         Os que compram produtos roubados não são a favor da vida porque está incentivando o roubo, o assalto que pode vir seguido de morte.
·         Têm cristãos desrespeitando vidas no trânsito quando transgridem leis, quando bebem e dirigem, nos estádios de futebol, sem respeito pela vida dos animais, pois muitos incentivam a briga de galo, vibram nos rodeios, nas touradas, prendem aves em gaiolas, abandonam cães e gatos em estradas, vibram com as lutas do MMA, formam grupos que querem impor seu modo de pensar, agir, seu gosto musical, seu modo de vestir, etc., sem respeitar os demais.
·         O que vemos também é jovem fazendo uso de “inocentes” bebidas alcoólicas nas festas da família, nas baladas e até mesmo nas festas religiosas. Então, se queremos pregar respeito à vida, precisamos rever nossa posição no mundo. Não podemos achar que bebida alcoólica é algo inocente. As pesquisas afirmam, há muito tempo, o contrário.
Encontramos jovens e adultos cristãos com dois comportamentos: um dentro da casa religiosa e outro fora dela. Onde as religiões estão errando? Infelizmente muitas pessoas ainda não estão entendendo a proposta de Jesus. Acham que fazendo carinha de santinho(a) dentro da casa religiosa e realizando o que a religião pede, tipo "passe", "sopa", "reunião mediúnica", batismo, missa, culto, etc, já cumpriram sua obrigação cristã. E fora da casa religiosa se permitem a todos os desregramentos achando que Deus não está vendo ou se está não se importa porque já fomos a casa religiosa e realizamos os cultos externos. Ora! Não nos enganemos. Precisamos esclarecer e dar exemplo aos nossos jovens. Preservar a vida vai além de fazer passeatas, de pedir paz, enfim, de pedir respeito à vida. É ação, é atitude. É não fazer, de maneira direta ou indireta, aos que convivem conosco neste planeta o que não queremos que eles nos façam. Sejam eles próximos ou distantes, um vegetal ou um animal.
Aos espíritas, que acreditam na reencarnação podemos lembrar que "A QUEM MUITO FOI DADO, MUITO SERÁ COBRADO".
 
 
Rudymara

 

quinta-feira, 18 de julho de 2013

PROGRAMA ENCONTRO ESPÍRITA


terça-feira, 16 de julho de 2013

CHICO XAVIER FALA DA PENA DE MORTE

Foto: CHICO XAVIER FALA DA PENA DE MORTE

De vez em quando aparece alguém que, em virtude de algum problema social mais grave – a violência, por exemplo, – pede a pena de morte. O senhor concorda?

Chico Xavier: A pena deveria ser de educação. A pessoa deveria ser condenada mas é a ler livros, a se educar, a se internar em colégios ainda que seja, vamos dizer, por ordem policial.
Mas que as nossas casas punitivas, hoje chamadas de casas de reeducação, sejam escolas de trabalho e instrução.
Isto porque toda criatura está sentenciada à morte pelas leis de Deus, porque a morte tem o seu curso natural.
Por isso, acho que a pena de morte é desumana, porque ao invés de estabelecê-la devíamos coletivamente criar organismos que incentivassem a cultura, a responsabilidade de viver, o amor ao trabalho. O problema da periculosidade da criatura, quando ela é exagerada, esse problema deve ser corrigido com educação e isso há de se dar no futuro.
Porque nós não podemos corrigir um crime com outro, um crime individual com um crime coletivo.

(Transcrito do livro Chico Xavier – Mandato de Amor, editado pela União Espírita Mineira)
 
De vez em quando aparece alguém que, em virtude de algum problema social mais grave – a violência, por exemplo, – pede a pena de morte. O senhor concorda?
Chico Xavier: A pena deveria ser de educação. A pessoa deveria ser condenada mas é a ler livros, a se educar, a se internar em colégios ainda que seja, vamos dizer, por ordem policial.
Mas que as nossas casas punitivas, hoje chamadas de casas de reeducação, sejam escolas de trabalho e instrução.
Isto porque toda criatura está sentenciada à morte pelas leis de Deus, porque a morte tem o seu curso natural.
Por isso, acho que a pena de morte é desumana, porque ao invés de estabelecê-la devíamos coletivamente criar organismos que incentivassem a cultura, a responsabilidade de viver, o amor ao trabalho. O problema da periculosidade da criatura, quando ela é exagerada, esse problema deve ser corrigido com educação e isso há de se dar no futuro.
Porque nós não podemos corrigir um crime com outro, um crime individual com um crime coletivo.
 
 
(Transcrito do livro Chico Xavier – Mandato de Amor, editado pela União Espírita Mineira)
 
 
 
 

segunda-feira, 15 de julho de 2013

NÃO REVIDE.....RELEVE

 
A bobeira de um minuto pode resultar em decênios de sofrimento para consertar os estragos que fazemos em nossa biografia espiritual, quando não exercitamos o perdão.
Numa simples discussão, um poderá ir para o cemitério e o outro para a cadeia. Sem falar nas famílias desamparadas, e as dolorosas obsessões. O morto transforma-se em verdugo (obsessor), empolgado pelo desejo de vingar-se. E ninguém pode prever até onde irão os furiosos combates espirituais entre os dois desafetos.
O escritor espírita Luiz Gonzaga Pinheiro, autor de 12 livros diz, baseado nas informações de sua equipe de trabalho, que casos de vampirismo e ódios intensos impõem, por vezes, o renascimento de corpos ligados (gêmeos siameses), com possibilidades de o mesmo ser atenuado para gêmeos univitelinos. Isso ocorre para que estabeleçam laços de parceria e apoio, despertando sentimentos de amizade, de respeito e início de reconciliação pelo perdão.
Tudo isso ocorre porque ao invés de REVIDAR, deveríamos RELEVAR.
 
 
 
 

domingo, 14 de julho de 2013

OFEREÇA A OUTRA FACE.....


Como nos pediu Jesus: "Se alguém te bater numa face, apresenta-lhe a outra". Explica Joanna de Ângelis: "A vida possui duas faces: a boa e a má. Uma é a face da violência, do orgulho ferido, da vaidade mesquinha, do medo. A outra é a da paz, da confiança no bem, da vitória do amor, da dignidade." Então, se alguém nos ofender ou ferir, apresentemos a ele a outra face que ele desconhece, que é a da paz, do perdão . . .

sábado, 13 de julho de 2013

SOU MUITO BOM, MAS NÃO PISE NO MEU CALO!


Esta afirmativa mostra que a pessoa não é boa. Porque a bondade é testada nos momentos difíceis. É muito fácil ser bom com quem é bom, com quem é agradável, com quem gostamos de conviver.
Eu não levo desaforo para casa!
Bateu, levou!
Eu não sou santo!
Minha paciência tem limite!
São algumas das muitas frases que nos faz dar desculpas para não exercitar uma atitude cristã.
Jesus deixou tantos ensinamentos, mas na hora da raiva muitos se perdem.

"E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam.
E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo."


" Se perdoardes aos homens as faltas que cometerem contra vós, também vosso Pai celestial vos perdoará os pecados; mas, se não perdoardes aos homens quando vos tenham ofendido, vosso Pai celestial também não vos perdoará os pecados."
(Mateus, VI - 14-15)

Queremos a misericórdia Dele para nós e para os nossos, mas não exercitamos a nossa misericórdia com os que convivem conosco neste planeta. A vingança é o contrário do perdão. Então, cada vez que revidamos uma agressão verbal ou física, estamos deixando de exercitar o perdão.

 
 
Rudymara
 
 
 

terça-feira, 9 de julho de 2013

PIEDADE - evangelização infantil


Jesus contou uma história que fala da piedade. A história chama-se: O BOM SAMARITANO. A história é assim:

Um homem saiu da cidade Jerusalém para ir para a cidade de Jericó. Pegou uma estrada deserta. Ia tranquilo, quando uns ladrões o atacaram.

 

 
Roubaram tudo o que ele tinha: roupa, dinheiro e ainda espancaram o pobre coitado que desmaiou. Passou por ali um religioso que pregava na igreja que olhou o homem machucado e passou reto, sem sentir piedade das dores daquele homem caído.
Em seguida, outro homem passou por ali que trabalhava na igreja e também não ajudou o homem, embora tivesse conhecimento das Leis de Deus.

 
Depois, passou por ali um samaritano (um samaritano é aquele que nasce na cidade de Samaria). As pessoas que moravam em outras cidades não gostavam dos samaritanos porque eles não frequentavam a mesma igreja deles. Mas quando o samaritano viu aquele homem caído, todo machucado e desmaiado, desceu rapidamente do animal que cavalgava.


Não quis saber se aquele homem era rico ou não, se era da religião dele ou não. Tratou das feridas e o colocou no lombo do burro, levando-o a uma hospedaria. Passou a noite toda cuidando do pobre homem. Quando amanheceu o dia, seguiu seu caminho, mas antes de ir embora deu algum dinheiro ao dono da hospedaria para continuar tratando daquele pobre homem e disse:

-  Vou embora, mas voltarei, e se gastar mais, na volta pagarei. 

 
Então, Jesus perguntou a um homem que ouvia a história:

- Qual dos três teve piedade do homem ferido, demonstrando amor ao próximo? O sacerdote do templo religioso, o funcionário do templo religioso ou o samaritano? 



 

O homem respondeu: 

-   Aquele que cuidou do homem ferido, o samaritano, que foi piedoso.

Jesus concluiu:

-  Isso mesmo. Agora vá e faça o mesmo. Cuide dos que precisam de ajuda, console os aflitos.


Conclusão: Piedade é o sentimento que mais nos aproxima de Deus.
A piedade é a irmã da caridade que nos conduz a Deus. Por isso, precisamos ter piedade das pessoas que sofrem: com fome, sede, desamparado, na prisão, no leito de dor, etc. Nós devemos ser sempre como o Bom Samaritano. Devemos estar sempre pronto para socorrer quem sofre, sem perguntar nada ao necessitado. Sem querer saber se o pobre, se o doente, se o orfãozinho necessitado é espírita ou católico, protestante ou judeu, se sua raça é branca ou negra. Devemos afastar de nosso coração os preconceitos. 

Quando o amor ao próximo for praticado por todos os povos, a felicidade reinará na Terra.

 

segunda-feira, 8 de julho de 2013

"PROVEM QUE A REENCARNAÇÃO EXISTE"

Foto: "PROVEM QUE A REENCARNAÇÃO EXISTE"

Uma pessoa nos escreveu dizendo: “PROVEM QUE A REENCARNAÇÃO EXISTE.” Nós respondemos a ela: “PROVE QUE ELA NÃO EXISTE.”
Outros nos escrevem e dizem: “ A REENCARNAÇÃO NÃO ESTÁ NA BÍBLIA.” Então dizemos: “ALÉM DE ESTAR, DEVEMOS LEMBRAR QUE O RÁDIO, A TV, O COMPUTADOR, ETC., TAMBÉM NÃO ESTÃO NA BÍBLIA, NEM POR ISSO DEIXAM DE EXISTIR. NÃO É PELO FATO DE ALGUMAS PESSOAS NÃO CREREM EM DEUS QUE ELE DEIXARÁ DE EXISTIR. ASSIM É A REENCARNAÇÃO, ELA EXISTE, CREIAM NELA OU NÃO.” 
Outros ainda dizem que não existe vida após a morte. E nós dizemos que, então, Chico Xavier era um ÓTIMO charlatão. Porque com 4º ano primário escreveu mais de 400 livros com assuntos diversos, ortografia perfeita, escreveu em outras línguas (alemão, italiano, árabe e grego) e de trás para frente, de forma que só podia ser lido através do espelho. Então, lembramos:

"Ouça quem tem ouvidos de ouvir, veja quem tem olhos de ver.” – esclareceu Jesus. 

OBSERVAÇÃO: As pessoas tem o DIREITO de não acreditar na vida após a morte, na reencarnação, na comunicação dos mortos através de médiuns, etc., mas tem obrigação de RESPEITAR quem acredita. 

Rudymara
Uma pessoa nos escreveu dizendo: “PROVEM QUE A REENCARNAÇÃO EXISTE.” Nós respondemos a ela: “PROVE QUE ELA NÃO EXISTE.”
Outros nos escrevem e dizem: “ A REENCARNAÇÃO NÃO ESTÁ NA BÍBLIA.” Então dizemos: “ALÉM DE ESTAR, DEVEMOS LEMBRAR QUE O RÁDIO, A TV, O COMPUTADOR, ETC., TAMBÉM NÃO ESTÃO NA BÍBLIA, NEM POR ISSO DEIXAM DE EXISTIR. NÃO É PELO FATO DE ALGUMAS PESSOAS NÃO CREREM EM DEUS QUE ELE DEIXARÁ DE EXISTIR. ASSIM É A REENCARNAÇÃO, ELA EXISTE, CREIAM NELA OU NÃO.”
Outros ainda dizem que não existe vida após a morte. E nós dizemos que, então, Chico Xavier era um ÓTIMO charlatão. Porque com 4º ano primário escreveu mais de 400 livros com assuntos diversos, ortografia perfeita, escreveu em outras línguas (alemão, italiano, árabe e grego) e de trás para frente, de forma que só podia ser lido através do espelho. Então, lembramos:
"Ouça quem tem ouvidos de ouvir, veja quem tem olhos de ver.” – esclareceu Jesus.
 
OBSERVAÇÃO: As pessoas tem o DIREITO de não acreditar na vida após a morte, na reencarnação, na comunicação dos mortos através de médiuns, etc., mas tem obrigação de RESPEITAR quem acredita.

 
Rudymara



 

sábado, 6 de julho de 2013

HOMENAGENS À CHICO XAVIER


Chico Xavier é o brasileiro que mais recebeu títulos de cidadão honorário na história. Mais de cem cidades brasileiras o concederam esse título.
Cantores como Roberto Carlos, Gilberto Gil, Fábio Júnior, Moacir Franco, Nando Cordel e Vanusa compuseram músicas em sua homenagem.
Em 1981 e 1982, Chico Xavier foi indicado ao prêmio Prêmio Nobel da Paz, tendo havido uma mobilização de cerca de dois milhões de pessoas que deram suas assinaturas em todo Brasil e em organizações de 29 países pedindo o Nobel da Paz para ele.
Em 2000, Chico Xavier foi eleito o "Mineiro do século XX", seguido por Santos Dumont e Juscelino Kubitschek, em um concurso popular realizado pela Rede Globo Minas, tendo vencido com 704.030 votos.
Também em 2000, o Governo de Minas Gerais instituiu a "Comenda da Paz Chico Xavier", que vem sendo outorgada anualmente a pessoas ou entidades que trabalham pela paz.
Após Chico Xavier falecer, a casa onde ele morou entre 1948 e 1959 e a casa em que ele morou entre 1959 e 2002 foram transformadas em museus sem fins lucrativos em referência a sua vida e obra.
Em 2006, em uma votação popular promovida pela Revista Época, ele foi eleito o "O Maior Brasileiro da História".
Em 2009, a Lei nº 12.065 deu o nome “Chico Xavier” ao trecho da rodovia BR 050, entre a divisa dos Estados de São Paulo e Minas Gerais e a divisa dos municípios de Uberaba com Uberlândia.
Em 2010, o Correio Brasileiro lançou o selo e o cartão postal comemorativo em homenagem ao centenário do médium.
Também em 2010, a Casa da Moeda do Brasil lançou a "Medalha Comemorativa do Centenário de Chico Xavier".
Em Outubro de 2012, no programa O Maior Brasileiro de Todos os Tempos, transmitido pelo SBT, Chico foi eleito, por voto popular, como "O maior brasileiro de todos os tempos". Na semifinal do programa, disputou com Ayrton Senna, venceu com 63,8% dos votos. Na final do programa, Chico disputou com Santos Dumont e Princesa Isabel, vencendo com 71,4% dos votos.45
Atualmente o Instituto Chico Xavier e a Prefeitura de Uberaba estão construindo um Memorial em homenagem a ele na cidade.
Observação: São homenagens que ele, Chico Xavier, ficava e, temos certeza, que fica grato mas, que não fazia e não faz questão. Tamanha sua humildade. Certas homenagens podem levar a vaidade e a idolatria de muitos por ele. A melhor homenagem que fazemos a ele é comprar e ler os livros por ele psicografado. Já que estes sustentam instituições.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

DINHEIRO DOS LIVROS PSICOGRAFADOS POR CHICO XAVIER

Chico Xavier psicografou 451 livros, sendo 40 publicados após a morte .
Nunca admitiu ser o autor de nenhuma dessas obras. Reproduzia apenas o que os espíritos lhe ditavam.
Por esse motivo, não aceitava o dinheiro arrecadado com a venda de seus livros.
Vendeu mais de cinquenta milhões de exemplares em português, com traduções em inglês, espanhol, japonês, esperanto, italiano, russo,romeno, mandarim, sueco e braile.
Psicografou cerca de dez mil cartas de mortos para suas famílias.
Cedeu os direitos autorais, em cartório, para instituições de caridade desde o primeiro livro.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

CHICO XAVIER FOI ACUSADO DE FRAUDE


 
Durante décadas, Chico produziu cartas psicografadas para pais e mães que o procuravam para ter notícias de seus filhos no além. Segundo um estudo de 1990 da Associação Médico-Espírita de São Paulo, nomes de parentes apareciam em 93 por cento das cartas e 35 por cento delas tinham assinaturas semelhantes às dos falecidos. Sempre havia citações que davam impressão de familiaridade aos leitores a quem eram dirigidas.
A fonte dessas informações sempre esteve sob suspeita. Alega-se que funcionários do centro espírita conversavam com os presentes antes das psicografias e que Chico entrevistava previamente as pessoas que o procuravam em busca de contato com os espiritos dos mortos[carece de fontes]. Mesmo assim eram tidas como legítimas pelos familiares, e chegaram a ser usadas como provas em três julgamentos.
Além das cartas, houve a polêmica com os muitos livros de poesia e prosa que Chico produziu em nome de espíritos de escritores famosos do Brasil, como Olavo Bilac e Castro Alves. Chico só estudou até a quarta série primária, mas era leitor voraz e tinha uma biblioteca com quinhentos livros de autores diversos[carece de fontes], inclusive em inglês, francês e hebraico. Colecionava também cadernos com recortes de textos e poesias, notadamente dos autores espirituais que o procuravam.
O verdadeiro escândalo veio quando Amauri Pena Xavier, sobrinho de Chico, disse poder imitar as psicografias dele e acusou o tio de ser um impostor. Depois, sentindo-se culpado, retirou a acusação.
Durante transes mediúnicos, eletroencefalogramas do médium mostraram que ele apresentava características comuns da epilepsia, mas clinicamente Chico Xavier nunca foi epiléptico.
 
 
 
 
 

terça-feira, 2 de julho de 2013

PSICOGRAFIAS DE CHICO XAVIER FORAM ESTUDADAS CIENTIFICAMENTE

Foto: PSICOGRAFIAS DE CHICO XAVIER FORAM ESTUDADAS CIENTIFICAMENTE

O pesquisador da Universidade Estadual de Londrina Carlos Augusto Perandréa, durante 13 anos, estudou cientificamente 400 cartas psicografadas por Chico Xavier em transes mediúnicos, utilizando as mesmas técnicas com que avalia assinatura parabancos, polícias e o Poder Judiciário, a grafoscopia. Pandréa comparou a letra (padrão) dos indivíduos antes da morte e depois nas cartas psicografadas, chegando à conclusão de que todas as psicografias possuem autenticidade gráfica dos referidos mortos. Em 1991, o pesquisador publicou o resultado desse estudo em seu livro chamado "A Psicografia á Luz da Grafoscopia". O estudo também foi publicado na Revista Científica da Universidade de Londrina, a Revista Semina, em 1990, e igualmente apresentado, em outra oportunidade, em um Congresso Nacional, diante de mais de 500 profissionais e peritos da área, sem uma única contestação.
 
O pesquisador da Universidade Estadual de Londrina Carlos Augusto Perandréa, durante 13 anos, estudou cientificamente 400 cartas psicografadas por Chico Xavier em transes mediúnicos, utilizando as mesmas técnicas com que avalia assinatura parabancos, polícias e o Poder Judiciário, a grafoscopia. Pandréa comparou a letra (padrão) dos indivíduos antes da morte e depois nas cartas psicografadas, chegando à conclusão de que todas as psicografias possuem autenticidade gráfica dos referidos mortos. Em 1991, o pesquisador publicou o resultado desse estudo em seu livro chamado "A Psicografia á Luz da Grafoscopia". O estudo também foi publicado na Revista Científica da Universidade de Londrina, a Revista Semina, em 1990, e igualmente apresentado, em outra oportunidade, em um Congresso Nacional, diante de mais de 500 profissionais e peritos da área, sem uma única contestação.